vivi_serpa

Afiliado: 14/06/2013
LUKA maluca ;)
Puntos23más
Para mantener el nivel: 
Puntos necesarios: 177

Pensem nisto enquanto eu lhes digo BOA NOITE !!!

Arrisque mais do que é necessário. Saiba mais do que é normal. Seja forte. Mostre coragem. Respire. Delete. Ame. Fale a sua verdade. Viva seus valores. Ria. Chore. Inove. Simplifique. Ignore a mediocridade. Aponte para o gênio. Continue humilde. Seja mais amável do que o esperado. Entregue mais do que é necessário. Exale paixão. Quebre seus limites. Transcenda seus medos. Inspire outros por sua grandeza. Sonhe grande, mas comece pequeno, aja agora. Não pare. Mude o mundo.

https://www.youtube.com/watch?v=AqFceXPWj8g

♥i♥ ATÉ UM DIA QUALQUER, QUEM SABE. ADEUS, AMIGOS! BESITOS

https://www.youtube.com/watch?v=VPRjCeoBqrI


"Talvez seja essa a grande vilã dos relacionamentos:
A bagagem emocional. 
O resquício, o trauma, as mazelas, as lembranças. Tudo isso gera insegurança e medo do novo. O medo do “de novo”. 
O medo de se entregar, de acreditar, de se dedicar e de se decepcionar. 
E tudo isso porque alguém, certa vez, teve a infeliz ideia de dizer que é normal errar uma vez, mas prosseguir no erro é indigno. Tolice, eu diria. 
Não existem erros iguais, apenas situações coincidentes. Ninguém erra duas vezes igual porque não existem nesta vida duas situações idênticas, e mesmo se existissem, a pessoa com quem você está lidando não é a mesma e, sobretudo e o mais importante no caso, é que você não será mais o mesmo. 
A cada erro um aprendizado. 
Cada vez que você acredita que será diferente, realmente há de ser. Talvez novamente não haja o final que você espera, mas haverá um final que você ainda desconhece e que irá te transformar em uma pessoa mais preparada do que é hoje. E isso, por si só, já vale o risco. 
A bagagem emocional te aprisiona e te faz ser injusto. Faz com que você jogue as decepções de um relacionamento passado na conta de uma pessoa que não tem nada a ver com isso. 
Faz você duvidar da sorte. 
Faz você afastar uma pessoa boa da sua vida com medo de se decepcionar com ela, ou de causar essa decepção. É essa bagagem que faz surgirem clichês do tipo: “Todo homem não presta” ou “Toda mulher é interesseira”. 
Superficial e tolo como tantas outras conclusões que se ouvem por aí. Não é todo homem que não presta. Talvez o que não preste sejam os seus critérios de escolha, ou os lugares em que você tem procurado esses homens. Já pensou nisso? 
E nem toda mulher é interesseira e, sim, você que faz de tudo para atrair as que são, mostrando mais o que você tem do que o que você é. Comportando-se assim, não restam dúvidas quanto ao tipo das pessoas que irão se aproximar de você. O passado não pode fechar portas para o futuro. Ele apenas te direciona sobre quais novas portas abrir. Pense nas suas decepções passadas. Veja quanto que você se tornou uma pessoa melhor depois delas. Não valeu a pena?
De que outra forma você poderia alcançar a maturidade que tem agora? 
Foi dolorido? Com certeza! 
Mas ninguém te disse que seria fácil. É também por conta dessa bagagem emocional que surgem as fórmulas prontas: 'Não ligue no dia seguinte, tente não demonstrar interesse, cuidado com as palavras fortes, demore um pouco para responder'… 
Fórmulas que deram certo em momentos distintos e com pessoas totalmente diferentes de você. O mundo seria um lugar melhor se as pessoas procurassem ser mais verdadeiras e ficassem menos na defensiva. Menos fórmula pronta, mais cara limpa. 
Você gosta? Então diga! 
Está com saudade? Procure! Quer conversar? Ligue! 
Sem medo, sem frescura, sem orgulho, sem receio. 
E você que está recebendo tal tratamento, não seja estúpido e trate essa pessoa com a atenção e a verdade que ela merece. 
Coragem e transparência são itens raros nos dias de hoje e não faz sentido você que reclama tanto de não poder confiar nas pessoas, não saber valorizar quando aparece alguém que te trata com verdade. As pessoas parecem estar perdendo o hábito de lidar com a verdade, por isso ela assusta tanto. Não tenha medo de ser feliz. Mais vale um mês de alegria do que um ano inteiro de solidão. Ninguém sabe quanto tempo vai durar. Um casamento, um namoro, um romance, uma amizade, um amor, a vida. Tudo é passageiro e incerto. Mas o medo de acabar não pode nunca te impedir de tentar. É comum ouvir por aí alguém dizer: “Terminei meu namoro de três anos. Não deu certo!” Não deu certo? Como não? Em tempos de casamentos que duram meses você me diz que um relacionamento de três anos não deu certo? Deu muito certo, caso contrário não teria durado tanto. Foi verdadeiro? Foi intenso? Deixou boas recordações? Então deu certo sim e valeu a pena. Se houve dor e decepção no caminho, é o preço natural que se paga. Que venham outros amores, outros amigos, outros lugares e outros momentos. Que a dor de um adeus não seja maior que a alegria de um recomeço. 
Que o medo de errar não seja maior que a vontade de acertar. 
A vida vai ser sempre essa roda gigante e, se você não aguentar o frio na barriga na hora da descida, não vai sentir o vento no rosto e a sensação única da subida. E, vai por mim, a vista lá de cima é incrível".

Pensem nisto enquanto eu lhes digo BOA NOITE !!!

https://www.youtube.com/watch?v=XRhkKzmUO_U

"A partir de agora, decreto férias de mim. Talvez estas sejam na verdade as minhas primeiras férias, ou melhor, uma carta de demissão: dos meus medos e cansaços, dos meus labirintos.

Decidi ir pra longe dos meus habituais enganos, das minhas falas decoradas, das minhas previsíveis ruas sem saída.

Vou deixar em minha mesa todos os apegos e irei para o lado contrário das mágoas; ainda que na contramão.

Vou para bem distante das minhas já manjadas muletas e reações alérgicas emocionais; da minha (própria) cara de reprovação.

Viajarei mesmo pra longe; para o lado de mim que pouco lembrava e que senti por tanto tempo saudades.

Vou levar o coração pra tomar sol, abrir janela para arejar certezas, vou arranjar um romance ardente comigo mesma.

Sairei para saber o que deixei pra lá, aceitarei convites e atenderei a convocação dos meus amanhãs. E chegando lá, vou fazer minha programação: acordar bem cedinho para as verdades, alimentando-me de levezas e boa companhia, seja a dos passarinhos ou de mim mesma.

Vou fazer passeios por lugares esquecidos de dentro; só pretendo não passear pelos museus. Vou visitar sonhos novos em folha que esqueci amarrotados entre os dias por me ocupar demais.

E dessa vez não vou economizar. Vou me gastar e me desgastar até me ganhar mais uma vez. Não posso mais me poupar de tanto que me poupei, nem represar futuros que me pertencem.

Daqui em diante, só vou assumir aquilo que fizer parte do meu show. O que não fizer, deixarei para sempre dentro do almoxarifado.

Não posso ficar sentado fazendo hora extra para as tristezas, aceitando o peso da rotina, engolindo sapos, deixando a preguiça e o desencanto cuidarem do meu expediente. Não vou mais me permitir clausuras que um dia voluntariamente me permiti entrar.

Vou reaprender novos e velhos ofícios da alma, redescobrir levezas, gostar de mim, ser sereno num despretensioso hoje. E o que não puder reciclar, reinvento. Porque não mais aceitarei o assédio moral das minhas sombras, das minhas covardias e inseguranças.

Vou tomar café quentinho com o meu lado criativo e esperançoso. Vou promover o meu amor-próprio. Vou admitir o meu perdão.

E qualquer coisa, podem me ligar, convocar-me de volta por fax, e-mail, cartinha. Somente irei responder às minhas verdades. Só vou atender aos compromissos que me interessam.

Fui ser feliz, e quem sabe, não volte mais…"



Pensem nisto enquanto eu lhes digo BOA NOITE !!!


Tenho uma mania chata de não aceitar 'não' como resposta, sou do tipo confusa que sabe o que quer.
Sou obcecada por verdades, desconfio dos que nunca sofrem, nunca se irritam e principalmente dos que nunca amam.
Sou apaixonada pelos pequenos gestos, pelas pessoas que demonstram o que sentem, pelos que admitem que erraram. Bonito pra mim é quem se supera todo dia, quem segue em frente, quem arrisca de novo e de novo.
Conversas fúteis me cansam, pessoas previsíveis não me atraem, mentiras me entristecem. Odeio quem ofusca meu sorriso com palavras pessimistas, quem não aceita que o outro possa ser feliz sem que ele também seja, quem acha que com sentimentos se brinca, quem não me acrescenta nada. Tenho uma força que ninguém tira e uma coragem que nunca me abandona, sou capaz de morrer de tanto chorar em um dia e no outro rir escandalosamente, porque foi vivendo que descobri que recomeçar é a melhor maneira de viver bem.

BOA NOITE! 






Pensem nisto enquanto eu lhes digo:

“Chega de ficar quebrando a cara com os velhos erros de sempre...

Quero cometer erros novos, passar por apertos diferentes, experimentar situações desconhecidas, sair da rotina e do lugar comum. Chega de saber a saída e ficar parada na porta, ensaiando os passos sem nunca entrar na estrada, esperando que me venha o que eu mais preciso encontrar. Chega de planejar o futuro e tropeçar no presente. Chega de pensar demais e fazer de menos. Chega de pensar de um jeito e fazer de outro. Chega do corpo dizer sim e a cabeça, não. Chega desses intermináveis conflitos que me fazem adiar para nunca a minha decisão. A vida é feita desses acasos! Nada de lamentos nem de choros, por que a vida nos deixou valentes!”


https://www.youtube.com/watch?v=5ejLWCE_esg